transparência no condomínio

Como manter uma gestão de transparência no condomínio?

A falta de confiança em síndicos ou prestadores de serviço é uma das maiores geradoras de conflitos em condomínios. Assim, é sempre importante manter uma gestão de transparência no condomínio afim de evitar problemas. Mas como isso é possível quando se tem tantas funções? Além de que ainda é preciso lidar com várias pessoas diferentes ao mesmo tempo.

Pensando nisso, neste post iremos sanar algumas de suas dúvidas sobre o assunto. Ajudaremos você a ser mais transparente com os moradores e realizar o melhor trabalho possível. Acompanhe!

Por que é importante estabelecer uma relação de transparência?

Ao assumir a responsabilidade de gerir um condomínio, você se compromete a cuidar também da segurança e do bem-estar de centenas de pessoas. Por isso, pode ser difícil, algumas vezes, agradar todas elas. Porém, o mais importante nesse trabalho é fazer os moradores gostarem do seu serviço, porque você pensa com sensatez no que é melhor para eles.

Assim, é essencial pensar que a gestão de transparência no condomínio faz com que os moradores percebam a seriedade do seu trabalho e sua honestidade. Quando todos sabem para onde o dinheiro está indo, a verba que está sendo gasta e os benefícios adquiridos, fica muito mais fácil estabelecer uma boa relação e comunicação.

Desse modo, a relação de transparência gera, principalmente, confiança, que facilita o trabalho do síndico e sua tomada de decisões.

Como fazer a gestão de transparência no condomínio?

Visto isso, você deve estar se perguntando: como é possível garantir essa gestão de transparência? Separamos algumas dicas para ajudar você. Veja:

Convocando assembleias

As assembleias de condomínios são momentos em que todos podem questionar, apontar problemas e fazer sugestões. Desse modo, elas são essenciais para que você ouça os moradores, coloque suas questões e também mostre a eles tudo o que está sendo feito.

É importante estabelecer uma periodicidade para que elas ocorram. Afinal, caso passe muito tempo entre uma assembleia e outra, pode-se acabar acumulando questões importantes e a relação com os moradores tende a ficar mais distante. Logo, dê o direito às pessoas de convocarem assembleias também.

Não se esqueça de ter uma ata e anotar tudo o que foi colocado. Depois, peça para que todos a assinem, principalmente, em casos de votações.

Tendo as notas fiscais em mãos

Sempre tenha as notas fiscais guardadas e organizadas para mostrar aos moradores todos os serviços feitos e seus respectivos gastos. Para facilitar, você pode digitalizar e deixá-las disponíveis em um drive para facilitar o acesso.

Apresentando orçamentos

A única forma de mostrar aos moradores que você contratou o serviço de melhor custo benefício é apresentando orçamentos. Por isso, faça o máximo de cotações que conseguir e também os disponibilize.

Emitindo os extratos da conta

Por fim, emita extratos da conta do condomínio sempre que possível e apresente-os nas assembleias. Assim, é mais fácil mostrar em que o dinheiro está sendo revestido e a quantia exata.

Como saber se os moradores estão satisfeitos?

Para completar a gestão de transparência, faça alguns formulários simples e peça aos moradores que os respondam. Dessa forma, é possível saber se eles estão satisfeitos e o que pode ser melhorado.

Isso porque, a gestão de transparência no condomínio depende de uma relação de confiança. Quando se sabe o que as pessoas esperam e suas insatisfações, fica muito mais fácil implementar soluções.

Agora que você viu a importância da transparência, leia também este artigo em que falamos mais sobre as funções de um síndico de condomínio!

Sem comentários

Cancelar