Problemas de elevador: saiba como evitar

Problemas de elevador: saiba como evitar

Os elevadores proporcionam comodidade e rapidez para o fluxo de pessoas dentro de um edifício. No entanto, para que esse conforto seja possível, há sempre um síndico e uma equipe de manutenção zelando pelo bom funcionamento do equipamento.

Como estamos falando de um meio de locomoção utilizado constantemente, é natural que surjam algumas complicações, caso os cuidados cabíveis não sejam tomados. Para que essa não seja uma dor de cabeça, na sequência, listamos os 3 principais problemas de elevador e dicas sobre como evitá-los. Continue acompanhando!

1. Elevador parou com pessoas dentro

Um erro que pode se tornar bastante recorrente caso o elevador não esteja sempre com a manutenção em dia é o travamento. Quando o elevador para com pessoas dentro, geralmente a maior dificuldade é manter a calma entre os usuários.

Nesse cenário, o papel do síndico ou zelador é essencial, pois ele quem deverá fazer contato com quem está na parte de dentro via interfone e tentar apaziguá-los até que o problema seja solucionado.

Caso o interfone não esteja funcionando, os usuários podem contatar o número da equipe de manutenção, que fica exposto dentro do elevador, ou acionar o alarme de emergência.

É sempre importante ressaltar que a porta nunca deve ser forçada. Além disso, não se pode tentar sair do elevador por qualquer outro jeito, sob risco de sérios acidentes. Os usuários só devem sair do elevador quando a equipe de manutenção ou o corpo de bombeiros fizer o reparo necessário e liberar a saída.

Caso haja pessoas claustrofóbicas dentro do elevador (especialmente quando este estiver cheio), a dica é manter a calma e lembrá-las que, por mais que o elevador esteja travado, as saídas de ar impedem que falte oxigênio no equipamento.

2. Panes em elevadores

As panes em elevadores são outro tipo de problema que compromete toda a entrada e saída de pessoas em um edifício.

Caso você note que as oscilações climáticas (como chuvas, tempestades, etc.) estejam deixando a energia instável e provocando quedas de luz, a melhor saída é desligar as chaves gerais para que, desse modo, os componentes eletrônicos dos elevadores não fiquem danificados.

Também é importante verificar se as luzes de emergência dos elevadores estão em perfeito estado de funcionamento, bem como o sistema de comunicação (interfone e telefone de emergência) e o botão de alarme.

3. Falta de manutenção periódica

A manutenção é mais do que uma forma de prevenir acidentes ou evitar gastos com manutenções corretivas: ela é uma obrigatoriedade para qualquer elevador. Portanto, caso você ateste que não está havendo a realização desse tipo de manutenção no seu edifício, é preciso reivindicá-lo junto à administração.

Caso essa medida não funcione, é cabível até mesmo um processo por submeter a vida dos passageiros a riscos. A manutenção preventiva assegura que o equipamento funcione tão bem quanto quando sai de fábrica, evitando falhas, riscos e prejuízos. Logo, exigi-la é o seu direito.

Já sabe o que fazer quando ocorrer algum desses problemas de elevador? Compartilhe este conteúdo nas redes sociais e ajude os seus amigos!
 

Sem comentários

Cancelar